logo São Luis - MARANHÃO

O melhor em busca de itinerario do Rio de Janeiro em São Luis

image

Cadastre-se

Onbus - Cadastro VOLTAR

Crianças com deficiência que estudam na rede pública de ensino em Paço do Lumiar, na Região Metropolitana de São Luís, estão sem assistência quanto ao transporte escolar adaptado e outras demandas. Segundo os pais, o ônibus que fazia esse tipo de serviço está sem funcionar. Eles também denunciam que faltam tutores para acompanhar as crianças dentro de sala de aula.
Um dos micro-ônibus parados no Centro Social Urbano (CSU) no bairro Maiobão deveria estar sendo usado exclusivamente para o transporte de crianças com deficiência, mas destas crianças denunciam que o transporte escolar de Paço do Lumiar está precário desde o início do ano. Neste segundo semestre a situação só piorou. Por causa de problemas mecânicos, o micro-ônibus adaptado praticamente não saiu dessa garagem.
“A gente estava usando este transporte escolar desde o começo do ano. Mas do meio do ano pra cá, ele só vive quebrado. Este mês (setembro), só usamos dois dias”, disse Maria Ivonice Simões, mãe de aluno.
Sem o transporte escolar, a Maria Ivonice, mãe do Lucas - que tem paralisia cerebral -, desabafa sobre o sacrifício de levar o filho a unidade escolar “Pão da Vida”, na Vila Cafeteira. Ela demora até meia hora empurrando a cadeira de rodas até pegar um coletivo. As mães prejudicadas pregaram uma faixa de protesto em frente a secretaria de educação do município. Procuraram o Ministério Público e ainda apontaram a falta de tutores em duas escolas municipais: a UEB Pão da Vida e a UEB Maria do Perpétuo Socorro, que é onde Marizélia Silva faz a tutoria por necessidade.
“Estou há dois anos frequentando uma escola, pois meu filho precisa de um tutor e não existe na escola. É humilhante. Uma criança especial precisa de fato de inclusão. Coisa que não existe”, disse Marizélia Silva.
Outro atendimento precário em Paço do Lumiar é o de terapia ocupacional para crianças com deficiência. O jeito tem sido procurar o serviço em outros municípios.
“A gente já vai pra casa cansada. A criança chega em casa sem ânimo nem pra fazer o dever (de casa). Quando chega em casa, tem dia que ela não quer fazer nada de tão cansada”, disse Cristina Maia, também mãe de aluno.
A prefeitura de Paço do Lumiar foi procurada pela TV Mirante para responder as questões reclamadas pelas mães, mas não se pronunciou sobre os problemas.


Gentílico:

Site Oficial - Prefeitura de São Luis